Instalando o Go

Esta semana o Google lançou sua linguagem de programação batizada de Go. Go é uma linguagem otimizada para aplicações que exigem escalabilidade e multiplos processos. Segundo o Google, o Go é tão poderoso quando o C. O Go está disponível apenas para Linux e Mac OS X.

Insalando Go

O Go se mostrou diferente logo na sua instalação. Desenvolvedores acostumados apenas com o apt-get do Ubuntu, podem ter problemas.

Primeiramente é necessário criar algumas variáveis de ambiente no .bashrc. São elas:

  • $GOROOT – É o diretório onde será realizado o download do código fonte do Go.
  • $GOBIN – É o diretório onde o Go será instalado.
  • $GOOS – É o sistema operacional que está sendo utilizado. As opções possíveis são: linux, darwin (para Mac OS X 10.5 e 10.6) e nacl (para Clientes nativos)
  • $GOARCH – É a arquitetura do sistema operacional instaldo. As opções são: amd64, 386 e arm.

As combinações válidas para $GOOS e $GOARCH são linux/amd64, linux/arm, linux/386, darwin/amd64, darwin/386 e nacl/386.

Como estou utilizando o Ubuntu, creiei um diretório chamado go dentro do meu home. A arquitetura do meu SO é 386, então editei o arquivo .bashrc e inclui as seguintes variáveis:

Após a configuração das variáveis de ambiente, instalei alguns pacotes para o download do código fonte do Go.

A seguir, fiz o download do código fonte do Go (este passo pode demorar um pouco):

Continuando, instalei alguns pacotes necessários para a compilação do Go.

Por fim, é hora de compilar.

Abaixo temos um vídeo sobre o Go.