TV Digital: Você já deve saber, mas não custa falar mais uma vez

Série de notícias que não comentamos mas gerou barulho na comunidade de TV Digital brasileira.

  • Indústria precisa reclamar menos e produzir mais – Após a notícia de que a Argentina estaria investindo R$ 13 milhões na Invap para que esta realize pesquisas para o mercado de TV Digital, o assessor especial da Casa Civil André Barbosa assinalou que “a decisão Argentina deve ser vista pela indústria brasileira como um sinal de que está na hora de reagir com a produção local de equipamentos. Medida também precisa ser avaliada pelo setor de software, sob o risco de perda de mercado num futuro próximo”. No início de Janeiro foi apresentado o primeiro conversos argentino do consorcio Coradir e Novatech. O aparelho que custa R$ 360,00 (um pouco a mais que os U$ 100,00 que o governo brasileiro defende) já possui o Ginga.
  • Governo isenta de IPI equipamentos para TV digital – A Camex isentou até 31 de dezembro de 2010 o IPI incidentes na compra de equipamentos para monitoração de sinais de vídeo, áudio e dados digitais. Produtos como roteadores digitais modulares e aparelhos codificadores e decodificadores tiveram redução para 2% do IPI.
  • Indústria corre para ter Ginga comercial antes da Copa do Mundo – Na primeira reunião do Fórum SBTVD foram definidos dois perfis de interatividade. O primeiro conta com texto, fotos e imagens animadas enquanto o segundo com aplicações de áudio e vídeo. O acordo foi necessário para agilizar a comercialização do Ginga e garantir que durante a Copa do Mundo o mercado já possua conversores com o middleware.
  • Uniformizar uso do Ginga é prioridade para o Brasil – Após a definição de dois perfis de interatividade, o Fórum SBTVD se mostra preocupado com a uniformização dos perfis com os países parceiros, principalmente pelo fato da Argentina, que apesar de ter decidido pelo padrão nipo-brasileiro a pouco tempo, já avança na produção de conversores com Ginga NCL/Lua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *