Criada a Rede Sulamericana de Pesquisa e Desenvolvimento

Foi criada hoje, durante o Segundo Fórum Internacional ISDB-T em Buenos Aires, a Rede Sulamericana de Pesquisa e Desenvolvimento. A rede contará com 16 instituições sulamericanas sendo nove instituições argentinas, uma brasileira, uma chilena, uma equatoriana, uma paraguaia, una peruana e duas venezuelanas.

  • Comunidad ginga.org.ar (Argentina)
  • Esc. Politécnica del Ejército (Ecuador)
  • Fac. de Ingeniería – Univ. Nac. de Asunción (Paraguay)
  • GIPSI – Univ. Nac. de 3 de Febrero (Argentina)
  • INICTEL – Univ. Nac. de Ingeniería (Perú)
  • LIFIA – Univ.Nac. de La Plata (Argentina)
  • LINTI – Univ.Nac. de La Plata (Argentina)
  • PLADEMA – Univ. del Centro (Argentina)
  • TELEMÍDIA – PUC Rio (Brasil)
  • Univ. de Los Andes (Venezuela)
  • Univ. de Oriente (Venezuela)
  • Univ. Nac. de Quilmes (Argentina)
  • Univ. Nac. de Rio Cuarto (Argentina)
  • Univ. Nac. de San Martín (Argentina)
  • Univ. Tec. Federico Santa María (Chile)
  • Univ. Tecnológica Nacional – FRBA (Argentina)

Um dos pontos que chamam a atenção é o fato de termos apenas uma instituição brasileira fazendo parte da rede. Para uma tecnologia nacional é desanimador ver a falta de interesse das instituições tupiniquins.

Fonte: Comunidad Ginga Argentina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *