Manual sobre “dados abertos”

O escritório brasileiro do W3C publicou em parceria com a Transparência Hacker uma versão adaptada e traduzida do Open Data Manual.

O manual reúne conceitos de “dados abertos” e informações técnicas (o que é API, XML, JSON).

Na versão brasileira do manual, dicas de como organizar um “hackathon“, informações sobre como funcionam as leis federais de acesso a dados públicos, além de exemplos brasileiros de projetos de “dados abertos” e detalhes do primeiro Transparência Hack Day, em São Paulo.

O documento é gratuito e pode ser baixado no site do W3C Brasil (em formato pdf).

 

Fonte: Tiago Dória Weblog

Nova Versão Ginga-NCL Virtual Set-top Box (v.0.12.3)

Está disponível a nova versão do código aberto Ginga C++ (v.0.12.3), bem como do Ginga-NCL Virtual Set-top Box (v.0.12.3). Usuários de versões anteriores são fortemente recomendados a fazer a atualização.
Dicas sobre como obter e compilar o Ginga C++ podem ser encontradas aqui: svn.softwarepublico.gov.br/trac/ginga/wiki/Building_Wiki_GingaNCL
Entre as principais novidades da versão 0.12.3 estão:
1) Sintonia de canais
a. Suporte a canais RTP unicast e multicast foi implementado
b. Suporte a definição de canais por um arquivo TS local mais estável
2) Aderência às normas ITU-T e ABNT
a. Suporte a apresentação distribuída (comunicação com dispositivos passivos e ativos)
b. Suporte a transparência em objetos NCL embutidos em um documento NCL foi implementado
c. Suporte a busca de objetos remotos por streaming (http e rtp) foi implementado
d. Palavra reservada para transparência era tratada como opacidade. A funcionalidade foi atualizada para respeitar as normas. Agora, por exemplo, definir 30% de transparência significa que o objeto será apresentado com 70% de opacidade
A lista completa de atualizações feitas no código pode ser encontrada no log dos projetos.
Como vocês sabem, o Ginga-NCL Virtual Set-top Box é uma máquina virtual VMWare com sistema Linux instalado e pré-configurado com todos os requisitos do Ginga (C++). Pode ser obtido por meio da SubComunidade Ginga-NCL, no box “Direto ao Ginga”. Lá vocês encontram também um “HOW-TO” com dicas para instalar e operar o Ginga-NCL Virtual Set-top Box.
Entre as principais novidades do Ginga-NCL Virtual Set-top Box está a nova resolução para simular dispositivos portáteis e o suporte a apresentação distribuída de um documento NCL (uma máquina virtual pode ser instanciada como base enquanto outras máquinas são instanciadas como dispositivos passivos ou ativos).
Comentários, dúvidas e sugestões são muito bem-vindos e devem ser enviados por meio do fórum específico para discussões em torno do Virtual Set-top Box na Comunidade Ginga.
Comunidade Ginga
SubComunidade Ginga-NCL
Divirtam-se!
Administração Ginga